O Músico Cristão e a Aparência do Mal

Amigos tenho uma novidade para vocês: Agora meu amigo Victor Machado ou Vitim Machadim pros mais chegados, estará publicando suas reflexões, opiniões, fé e vida aqui no Reino e Sacerdote. Sempre falando de assuntos atuais e algumas controversas e talvez polêmicas. Espero que gostem e comentem os textos dele também. Como tenho dito nosso objetivo é gerar conversa e trazer crescimento deixe sua opinião registrada e vamos seguir crescendo juntos. No amor de Jesus Pedro Quintanilha ><>.

Musico Cristão e a Aparência do Mal. Musica Cristã

Esse cara é bom, vem da igreja – é uma expressão comum, usada por músicos como Simoninha, na hora de avaliar alguns dos profissionais que trabalham com eles – no caso da banda do carioca, quatro dos sete músicos se encaixam na descrição.” (Fonte: http://glo.bo/z01ogk)

Hoje em dia é bastante comum vermos músicos formados pelas igrejas, envolvidos e tocando na noite, em bandas seculares. Quando eu digo formado, é pelo fato da música ser uma ferramenta fundamental na expressão religiosa do Cristão, e por essa razão as igrejas tem se tornado um Seleiro de Músicos Profissionais.

Essa questão da escolha de um músico criado na igreja, que sempre utilizou a tua arte, para a adoração a Deus, optar em uma carreira secular para desenvolver o seu talento e iniciar uma carreira artista profissional, sempre foi uma questão que gera polêmicas e controvérsias.

Há quem defenda a ideia, de que um músico cristão deve evitar a profissionalização secular. Pois o ambiente de trabalho que esse músico irá viver no seu dia-a-dia, será envolto de inúmeras oportunidades para que ele venha a se afastar de Deus. Defendem o fato de que isso tornará mais complexa e frágil à relação do Profissional com Deus.

Porém, a teoria que mais se ouve, e que é mais defendida. E a ideia de que a música é uma ferramenta, um dom, dado por Deus, que só pode ser utilizado para a adoração e Louvor a Deus. Defendem a ideia de que a música secular é profana, e que o músico cristão, ao optar em se profissionalizar Secularmente, está automaticamente se profanando e se afastando de Deus. Por esta razão, na maioria dos casos em que um músico, se profissionaliza no meio artístico secular, ele é automaticamente afastado da comunhão, sendo proibido de tocar nas reuniões religiosas.

Se pensarmos em relação às músicas seculares, que a maioria delas passam mensagens profanas, então começamos a entender o porquê dessas teorias. Mas não podemos generalizar, já que ao generalizarmos estamos mais propícios ao erro. Não que generalização seja algo inútil, mas sempre que generalizamos, nos aproximamos mais a falhas. Então, a maioria das músicas seculares, são consideradas profanas, mas e a minoria? Será que a música cristã, não tem uma porcentagem de profanação? Então, não vamos nos aprofundar neste ponto em relação ao que é Profano e Santo. Prefiro prosseguir no tema. Pois isso é um ponto em que se dá o que falar. Seguindo…

Em 1 Tessalonicenses 5:22 diz: “Afastem-se de toda forma de mal.” Certamente, quando Paulo falou “Afaste-se” não devemos levar para o sentido de “espaço”. O distanciamento que Paulo pede que tenhamos do Mal, não é temporal, é relacionado a “Atitudes”. Na Versão Almeida Corrigida e Revisada Fiel da Bíblia diz: “Abstende-vos de toda a aparência do mal.”

Sabemos que as aparências enganam, e que temos uma consciência enganosa, do que vemos, ouvimos e sentimos. E é por essa razão que as nossas atitudes fazem uma grande diferença e podem corrigir qualquer má-aparência interpretada pelos sentidos.

Inconscientemente julgamos e somos julgados, pela aparência. Mas é a “Atitude” que mostra quem realmente somos. Independente de qual profissão escolhemos seguir, estaremos sempre cercado de alguma forma pelo o mal. É exatamente ai, que devemos fazer a diferença.  Como os nossos músicos estão fazendo pelo Brasil a fora. Muitos se deixam corromper pelo mal. Mas existe uma parcela que não se corrompe e faz a diferença. Faça parte desse grupo, seja na Escola, na Faculdade, no Trabalho ou em Casa.

Não conseguiremos fugir do mal se afastando dos ambientes ou pessoas, que interpretamos como sendo “formas de mal”. Precisamos enxergar que a maior forma de mal que pode nos afastar de Deus, somos nós mesmos. É o nosso pensar e agir que devemos transformar dia à após dia. Reformar a nossa mente, segundo a mentalidade de Cristo, e manter uma atitude coerente que sirva de exemplo para todos que estão a nossa volta. Essa é a melhor forma de se afastar do mal.

Entendam, não tenho o intuito e nem a pretensão de achar que essa postagem, pode vir a resolver e eliminar essas controvérsias quanto ao assunto. A Finalidade desta postagem é esclarecer o posicionamento que entendo como sendo a mais correto e sensato, para que através desse posicionamento outros, possam também ser esclarecidos e posicionados de acordo com aquilo que nos foi passado pela Palavra de Deus. Diante disso, ore a Deus, busque um relacionamento com Ele. A Graça nos permite isso. Então Busque! E mesmo que tenhamos uma consciência diferente acerca do tema. Em Amor podemos nos respeitar e manter uma comunhão perfeita em Deus. Por que o que temos em comum não são nossos pensamentos, mas sim o Amor e Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, e Nele devemos permanecer.

Graça e Paz

Victor Machado

How He Loves Us Testemunho de John Mark Mcmillan

Testemunho emocionante de John Mark Mcmillan sobre como Deus o inspirou a compor a musica How He Loves Us que tem impactado todo o mundo.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

Acústico 1CR25 – Rugido do Leão – Lançamento dos EPS “Arder e Iluminar” e “Prontos Para Ir”

O programa Acústico 1Cr25 foi gravado em junho de 2011 para contar a história por trás das músicas dos discos “Arder e Iluminar” e “Prontos para Ir” e debater sobre o impacto que elas causam naqueles que as escutam. Um ambiente informal, muitos violões e muita verdade regaram esse evento que, certamente, foi marcante para aqueles que participaram.

“Os cds estão muito bons recomendo a todos. Eu os tenho usado em momentos de oração e adoração.” Pedro Quintanilha ><>