Espirito Santo uma pomba?

Espirito Santo uma pomba?

Como muitos que acompanham o nosso blog, fui criado em um lar cristão e sempre ouvi de amigos de minha Família e até de irmãos mais maduros na fé que o Espirito Santo era como uma pomba. Claro que estavam fazendo referência a passagem dos evangelhos que fala do batismo do nosso mestre Jesus, onde é citado que o Espírito Santo descera sobre ele como uma pomba.

“Nessa ocasião Jesus veio de Nazaré, uma pequena cidade da região da Galileia, e foi batizado por João Batista no rio Jordão. No momento em que estava saindo da água, Jesus viu o céu se abrir e o Espírito de Deus descer como uma pomba sobre ele.” (Marcos 1:9, 10 NTLH)

Não tenho dúvidas de que é verdade que o Espirito Santo desceu sobre Jesus como uma pomba, pois creio nas Escrituras. Só que existe algo que me incomoda quando ouço alguns amados irmãos tratarem o Espírito Santo como pomba e não como uma pessoa.

Acredito que a forma com que enxergamos Deus determinará muitas coisas em nossa vida e isso inclui nosso caráter e em ultima instância nosso destino.

A final que diferença faz de ver o Espirito Santo como uma pomba ou como uma pessoa?

Quando o vemos como uma pomba somos levados a acreditar que ele é frágil, pequeno e que voa a qualquer sinal de perigo. Acredito que você já tenha ouvido algo assim: “O Espírito Santo é como uma pomba por isso cuidado, pois se você pecar ele se afastará de você.”

Isso é muito comum, porém é algo que vai totalmente contra as verdades de Deus. Afinal quem nos convence do pecado, da justiça e do juízo é o próprio Espírito Santo. Ele nunca se afasta de nós podemos entristecê-lo ou apagá-lo, mas ele nunca fugirá de seus filhos.

O fato de enxergar o Espirito Santo de Deus como uma pomba ao meu ver causa uma certa complicação para compreendermos a realidade espiritual que convive com a realidade física.

Meu desejo é que possamos nos relacionar pessoalmente com o Espírito Santo e desfrutar de um relacionamento vivo e real com ele e a Igreja de Jesus.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

 

Livro – Quando o Céu Invade a Terra

Livro Quando o Céu Invade A Terra Bill Johnson - Reino e Sacerdote

Este livro desafia todo cristão a caminhar em sinais e maravilhas sobrenaturais como parte natural da vida cotidiana.
É verdadeiramente possível para os seres humanos caminhar no sobrenatural, e Cristo veio para nos mostrar o caminho. É por intermédio da redescoberta de nossa verdadeira identidade nele que podemos começar a mover-nos nas promessas de Deus quando o assunto é milagres.

Partindo de um fundamento bíblico, cuidadosamente elaborado, Quando o céu invade a terra fornece todo o equipamento que precisamos para experimentar o milagre de Deus todos os dias.

Nota do Pedro:

É um livro inspirador, contém muitos testemunhos edificantes que confrontam o estilo de vida teorico/filosófico. Nos chama a prática e demonstra a realidade do sobrenatural fora das quatro paredes dos locais de reunião da igreja.

Bill Johnson relata um pouco de sua história conta sobre a vida dos alunos de sua escola de ministério e como eles não estão conformados com a situação do mundo atual, acreditam que podem mudar as coisas através de um posicionamento de vida baseando em pureza e poder.

Através de um caráter transformado sendo exemplo de honra e amor para a sociedade e poder sobrenatural que vem da parte de Deus por meio do Espírito Santo que transforma situações. Milagres como Jesus fazia são acessíveis a nós hoje.

Bill Johnson declara e conta relatos de pessoas que têm experimentado desse poder em suas vidas e têm desfrutado de mudanças em diversos níveis, seja com curas, milagres de provisão e multiplicação. Muito Legal. Recomendo.Nota 4.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

Ide fazei discípulos

Acredito que este video complementa o último post e além disso expressa o que Deus tem comunicado com ênfase a sua Igreja no tempo presente. Discipulado, relacionamento. De fato igreja é a família de Deus. Que possamos desfrutar mais disso e caminhar para cumprir nossa missão.

Vale refletir, e que essa reflexão gere uma ação prática.

Nós temos uma missão.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

Manifestação do Amor de Deus (Liberdade e Limites)

Depois de alguns dias de conversa com meus amigos Mateus e Thaís que voltaram do primeiro ano da BSSM (Bethel School Of Supernatural Ministry) eu tenho pensado muito a respeito do amor da graça e da liberdade que Deus (Pai) nos proporciona em Cristo Jesus. Por isso escrevo esse post falando sobre a manifestação do amor de Deus. Fato que Deus é amor, isso nós estamos cansados de ouvir e aquele papo de que existem 3 expressões do amor na língua grega o amor fraternal (fileo), o amor entre um homem e uma mulher (eros) e o amor conhecido como amor de Deus (ágape) que tem como diferença básica dos outros que este ama independente do objeto amado.  Como aquele versículo que diz “Deus amou tanto o mundo que deu seu filho para que todos que nele creem não pereçam, mas tenham a vida eterna.”(jo3.16)

Não é sobre isso que quero falar, não quero conceituar o amor nem nada dessas coisas. Vou falar um pouco sobre a manifestação desse amor, sabemos que Deus manifestou seu amor ao mundo através da entrega de Cristo e tudo isso como já disse em cima, mas antes de entregar Cristo ou melhor antes da queda do homem, Deus já manifestava seu amor a Adão. O amor não tinha ainda sudo manifesto pela redenção pois afinal de contas Adão ainda não tinha necessidade de ser redimido.

Então como Deus manifestou seu amor ao homem durante o período antes da queda?

Ele manifestou através da liberdade e dos limites. Adão antes de comer da árvore do conhecimento do bem e do mal não tinha consciência do santo e do profano na verdade não existia o pensamento de santo e profano antes da queda.

Deus estabeleceu o homem no jardim deu-lhe um trabalho, uma companheira e Se relacionava dia-dia plenamente com ele. Deu-lhe liberdade de usufruir de tudo e colocou um limite que era não comer de uma das árvores. Essa liberdade é tão verdadeira que Deus não impediu o homem de comer quando ele tomou a decisão de comer.

Deus mudou?

Não, o homem caiu e Deus através da morte e ressureição de Jesus nos recolocou novamente posição de Adão e na minha opinião ainda maior pois nos fez coerdeiro com Cristo de toda herança que ele tem no Pai (depois leia a carta de Paulo aos efésios que você poderá entender melhor isso). Isso quer dizer que a mesma liberdade que um dia o homem teve nós temos também e isso se manifesta através da graça. Tá se você não acha isso genial, eu acho!

Podemos desfrutar completamente do amor e da liberdade de Deus hoje estamos livres de todo peso que inclui o pecado, do pode não pode, do tenho que fazer isso ou aquilo do manual de regras morto. Podemos desfrutar de um Deus vivo, que fala através do seu livro, habita em nós e na Igreja (seu corpo vivo na terra) que abre os nossos olhos e nos mostra os limites pelo Espírito.

Você pode hoje viver o Reino e desfrutar da justiça, paz e alegria.

Você pode ser livre.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

O Reino Invisível uma Realidade Presente

Muitos de nós esperamos a manifestação do Reino vindouro, temos o desejo de que Jesus volte logo para nos buscar. Pensamos que o mundo em que vivemos vai de mal a pior e que a tendência dele é só piorar.

Uma música que caracteriza muito bem a mentalidade evangélica atual é “..Ainda bem que eu vou morar no Céu.”

Mas essa não é a vontade de Deus, pois Jesus mesmo quando estava entre nós em carne orou ao Pai dizendo Venha o teu Reino e seja feita a tua vontade assim na Terra como nos Céus. Nós desejamos ir para o Céu enquanto Jesus deseja que o Reino venha para a Terra.

Precisamos mudar nossas mentes e nos alinharmos com a vontade de Deus que é manifestar o Reino neste tempo presente para que então possamos viver uma realidade de Reino plena em um tempo futuro.

Onde Deus deseja manifestar este Reino hoje?

Em pessoas este reino não vem com visível aparência ele já esta dentro de nós como diz a bíblia em Lucas 17.

O tempo de Deus para nossas vidas se chama hoje e Ele deseja hoje manifestar o seu Reino em pessoas e assim através de pessoas transformar circunstâncias, lugares e regiões.

Vivemos em uma expectativa visível do Reino, mas ele só irá se manifestar um dia de forma visível se aprendermos a caminhar neste tempo em que ele está se manifestando de forma invisível e é justamente aí que esta o seu poder pois aquilo que não é visto não pode ser destruído por isso o Reino é inabalável pois ele é invisível.

Isso nos leva a uma nova perspectiva e nos impulsiona a trabalhar. A Terra foi dada a nós para que possamos nela cultivar, multiplicar, sujeitar e dominar isso fala de governar e a partir deste governo criar cultura. (Ver Gn 1. 28-30).

Esta nunca deixou de ser nossa responsabilidade, hoje redimidos em Cristo podemos de fato assumi-la e efetivamente cumpri-la, pois nosso Senhor Jesus nos comprou com seu sangue e além disso recuperou toda autoridade que a humanidade tinha depositado nas mão de satanás. (Ver Mt 28.18-20)

 Esperamos a vinda da Jesus, mas ele já veio. Ele nos deu uma missão e temos de cumpri-la na expectativa e esperança do seu retorno. Não devemos ser negligentes no que diz respeito à manifestação deste Reino presente, pois isso determinará se nós vamos experimentar a manifestação do Reino vindouro.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>