Curiosidades Sobre a Bíblia – Parte 8

biblia-curiosidades

– O Antigo Testamento apresenta 332 profecias literalmente cumpridas em Cristo.
– As melhores e “maiores” pregações de Jesus foram feitas por ele assentado. Mateus 5:1-2. Lucas 4:20-21. Lucas 5:3.
– O nome “cristão” só aparece três vezes na Bíblia. Atos 11:26. Atos 26:28. I Pedro 4:16.
– Paulo pregou o sermão mais longo descrito na Bíblia – até o romper da alva. Atos 20:7 11.
– A idéia organizacional é bíblica e foi implantada por Moisés no deserto sob a orientação de um sacerdote. Êxodo 18:13-26.
– O trânsito pesado e veloz, os cruzamentos, aparecem descritos exatamente como hoje. Naum 2:4.
– A questão salarial e a responsabilidade trabalhista, são uma preocupação divina há tempos. Tiago 5:4.
– A mensagem através de “out-door” é uma citação bíblica detalhada. Habacuque 2:2.
– O nome mais comprido e estranho de toda a Bíblia é: Maersalalhasbaz – filho de Isaías. Isaías 8:3-4.
– Qual a primeira árvore que aparece na Bíblia? Figueira. Gn 3:7
– Em qual livro está escrito que Paulo tinha uma irmã? Em Atos. At 23:16

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

Anúncios

Jesus e a Religião

Assisti esse vídeo e achei ele interessante, mas acho importante ressaltar que quando o Rapaz do vídeo fala de religião ele está se referindo ao sistema religioso que é diábólico e manipulado por homens.

Digo isso porque a palavra religião em seu sentido original fala de religare ou seja religar então Jesus é a personificação da religião, Ele é o Único suficientemente capaz de religar o homem a Deus.

Só isso, que Deus nos livre do espírito maligno da religião (sistema religioso).

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

Boas Notícias em 7 Minutos

Amigos,

boas notícias

Compartilho esse vídeo do Conexão Eclesia com vocês, pois acredito que é um vídeo de fácil entendimento e muito claro sobre o evangelho, Modesto das Neves, pastor no Rio de Janeiro,  explica de forma resumida verdades profundas e relevantes para a vida de todas as pessoas.

Se você gostou desse vídeo compartilhe com seus amigos não deixe essa oportunidade passar espalhe a boa notícia.

Seja você também um propagador das boas notícias!

Você pode conhecer mais um pouco sobre a fé cristã. e mais ainda sobre a graça de Deus.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

Apóstolos e Profetas

“…edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, tendo Jesus Cristo como pedra angular, no qual todo o edifício é ajustado e cresce para tornar-se um santuário santo no Senhor.” Ef  2.20,21 (Grifo do autor).

Apostolos e Profetas na Igreja“Assim, na igreja, Deus estabeleceu primeiramente apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois os que realizam milagres, os que têm dom de curar, os que têm dom de prestar ajuda, os que têm dons de administração e os que falam diversas línguas.” 1Co12.28 (Grifo do autor).

Pensando sobre esses textos e observando o quadro da Igreja atual, (não vou gastar perder meu tempo criticando não) tenho refletido sobre duas questões:

O que é ser o primeiro?

O que é lançar o fundamento?

Quando ouvimos que os Apóstolos e Profetas são os primeiros parece ser aqueles que detém todo o poder, aquele que manda, aquele que está no topo da pirâmide da hierarquia clerical. Interessante que os primeiros discípulos de Jesus já pensaram assim e o Mestre os exortou e explicou que não seria dessa forma entre nós (Lc 22.25-27). O maior é o que serve.

Engraçado olhar para esse texto e observar a postura dos chamados apóstolos do nosso tempo, mas esse não é nosso foco. O que desejo enfatizar é que existe uma lógica presa em nossas mentes que nos impedem de enxergar a forma do reino de Deus para isso nossa Cosmovisão precisa mudar.

Beleza, mas eai?

Quando Paulo, o apóstolo escreve o texto de 1Co12.28 e Ef 2.20,21 ele está descrevendo a mesma figura ele está falando da Igreja como uma casa, como um santuário composto de pedras vivas ele está usando a mesma figura de Mateus 16.18 aquela que Jesus usa para abençoar Pedro e a revelação que o Pai lhe deu sobre a Igreja.

Então o que é um fundamento ou a fundação de uma casa? Simples, aquilo que fica por baixo.

Agora parece que as palavras de Jesus e de Paulo começam a se encaixar.  Se os apóstolos e profetas são os que lançam os fundamentos e o fundamento é Cristo que está neles.  Eles não podem simplesmente lançar e sair como alguém que lança concreto no alicerce de uma casa. O exemplo destes homens é o próprio concreto que é lançado para que a igreja cresça sobre este exemplo de vida em Cristo assim como foi com Jesus.

A Igreja é o Corpo Vivo de Cristo na terra é a casa de Deus construída sobre Cristo através de homens e mulheres que vivem segundo o Espírito de Deus.

Por isso ser o primeiro parece ser o último, pois é o que fica por baixo sustentando o peso da construção, talvez agora você entenda por que Paulo fala “Porque me parece que Deus nos colocou a nós, os apóstolos, em último lugar, como condenados à morte. Temo-nos tornado um espetáculo para o mundo, tanto diante de anjos como de homens. “ 1Co 4.9

Que possamos nos deixar ser edificados sobre o fundamento, que é Cristo demostrado através do exemplo dos verdadeiros apóstolos e profetas  e assim possamos seguir em direção ao cumprimento do Propósito Eterno de Deus e na missão
de fazer discípulos segundo a imagem de Jesus.

No amor de Jesus

Pedro Quintanilha ><>

 

Curiosidades sobre a Bíblia – Parte 2

Olá amigos do Reino e Sacerdote vejam mais algumas curiosidades sobre este livro que tanto nos edifica e transforma nossa vida dia-dia. Deixo um conselho leia a bíblia duas formas TODA e SEMPRE. Pedro Quintanilha ><>.

– Os livros de história cobrem metade do Velho Testamento
– Os livros de poesia cobrem um quinto do Velho Testamento
– Os Evangelhos ocupam quase a metade do Novo Testamento.
– O Pentateuco (os primeiros cinco livros escritos por Moisés) é quase do tamanho do Novo Testamento.
– O Antigo Testamento foi escrito em hebraico, com exceção de algumas passagens em Esdras, Jeremias e Daniel que foram escritas em aramaico.
– O Novo Testamento foi originalmente escrito em Grego.
– Existem, aproximadamente 2.800 línguas e 3.000 dialetos, mas a Bíblia já foi vertida, em parte, em 1.500 línguas e dialetos. A Bíblia inteira só está traduzida em cerca de 330 línguas.
– Inicialmente, os escritos da Bíblia não eram divididos em capítulos e versículos; a divisão em capítulos só veio a acontecer no ano 1250 d.C., pelo Cardeal Hugo de Sancto Caro, monge dominicano, que dele se serviu para a sua concordância com a Vulgata. Alguns pesquisadores atribuem essa divisão também a Stephen Langton, falecido em 1228. No ano de 1551, Robert Stephen fez a divisão em versículos, publicando a primeira Bíblia, assim dividida em 1555, a Vulgata.
– Em 1525, Jacob Bem Haim, na Bíblia Bomberg, em Veneza, tambémhavia dividido o Antigo Testamento em versículos.
– Nenhum dos livros da Bíblia recebeu qualquer título na época em foram escritos. Os títulos dos livros vieram muitos anos depois que os livros já estavam circulando.

No amor de Jesus

Pedro Quintanilha ><>

Livro – Porque Você Não Quer Mais Ir à Igreja

Livro - Porque Você Não Quer Mais Ir à Igreja Wayne Jacobsen

Depois de toda uma vida dedicando-se à Igreja e ao caminho que sempre lhe pareceu o certo, Jake Colsen está diante de uma dolorosa dúvida: como é possível ser cristão há tanto tempo e, ainda assim, se sentir tão vazio?
Mas o amor divino está sempre a postos para transformar vidas. Observando uma multidão numa praça, Jake depara com João, um homem que fala de Jesus como se o tivesse conhecido e que percebe a realidade de uma forma que desafia a visão tradicional de religião.
Com a ajuda do novo amigo, Jake irá reavaliar os conceitos e crenças que norteavam seu caminho. Levar uma vida cristã significa ter os comportamentos aprovados pelo grupo religioso a que pertencemos?
A cada nova palavra de João, assistiremos ao renascimento de Jake em busca da verdadeira alegria e da liberdade que Cristo veio ao mundo oferecer. Na reconstrução da sua vida, perceberemos a ação do Deus de perdão e amor.

Nota do Pedro: Um romance  simplesmente transformador, tive um profundo sentimento de liberdade após a leitura deste livro. Os diálogos são recheados de princípios, nos dão a oportunidade enxergar a realidade da vida por outro ângulo. Quando o ativismo seja profissional ou religioso fazem com que nossa fé se perca e vai diminuindo acabamos caindo em uma rotina de medíocre e de diclíneo espiritual. Deixamos de viver a vida de Jesus. Passamos de um relacionamento real com o Cristo para viver uma religião morta motivada pela culpa, medo e pela ganância. Não perca a graça. Recomendo este livro a todos. Nota 5.

Veja o trecho do livro que mais gostei:

Jesus não tinha nada de muito especial. Poderia andar por esta rua hoje e nenhum de vocês sequer o notaria. Na realidade, talvez o evitassem, pois certamente ele destoaria de todos. Mas foi o homem mais gentil que já se conheceu. Era capaz de silenciar os detratores sem precisar erguer a voz. Nunca intimidou ninguém, nunca chamou atenção para ele mesmo nem fingiu gostar do que lhe fazia mal à alma. Era autêntico até o âmago de seu ser.

–Fez uma minúscula pausa. 

– E no âmago daquele ser existia um imenso amor.  

–Nova pausa.  

– E como ele amou!

– Seus olhos se distanciaram da multidão, parecendo perscrutaras profundezas do tempo e do espaço.

– A humanidade só descobriu o que era verdadeiramente o amor por intermédio dele. Mesmo os que o odiavam. Mas ele não discriminava ninguém, pois esperava que, de algum modo, pudesse fazer seus inimigos descobrirem que o amor é a essência e a realização máxima do ser humano. A multidão parecia paralisada ouvindo-o falar.

– Ninguém foi tão honesto quanto ele. Mesmo quando suas ações ou palavras expunham os aspectos mais sombrios das pessoas, estas não se sentiam envergonhadas. Ele lhes dava total segurança, pois suas palavras não indicavam o menor sinal de julgamento, eram simplesmente um chamado para a superação e o crescimento. Qualquer um podia confiar-lhe seus mais íntimos segredos. Se algum de vocês tivesse que escolher uma pessoa para ampará-lo em seu pior momento, gostaria que fosse ele. Jesus não desperdiçava o tempo zombando dos outros, nem de suas preferências religiosas.

– Olhou fixamente para os que, um momento antes, se atacavam.

– Se tinha algo para dizer, ele dizia e seguia seu caminho, deixando em você a certeza de ter sido intensamente amado. O homem se deteve, os olhos e a boca cerrados como se tentasse conter as lágrimas. Depois prosseguiu:

– Não se trata de sentimentalismo barato. Ele amava, realmente amava. Para ele não importava que fosse um fariseu ou uma prostituta, um discípulo ou um mendigo cego, um judeu ou um não-judeu. O amor dele estava disponível para qualquer um. A maioria o abraçava quando o via. Os poucos que o seguiam experimentavam um frescor e uma energia que nunca iriam esquecer. De alguma forma ele parecia saber tudo a respeito deles e os amava incondicionalmente.

O homem fez uma pausa e observou a multidão. Atraídas por suas palavras, umas 30 pessoas haviam parado para escutar, com o olhar fixo e as bocas abertas de espanto. Seu depoimento era tão convincente que ninguém poderia duvidar de sua força e autenticidade. As palavras brotavam do mais profundo da alma daquele homem.

– E, mesmo pregado na cruz – os olhos do homem se voltaram para as árvores que se erguiam acima de nós –, seu amor continuou se derramando sobre todos, sem distinção. Ao se aproximar da morte, depois de um grito em que expressava seu sentimento de abandono, ele entregou sua vida ao Pai, para nos resgatar de nossos pecados. Não houve momento mais belo em toda a história da humanidade. Seu flagelo se tornou o instrumento para que sua vida fosse compartilhada conosco. Não era um louco. Era o Filho do Deus amoroso que ele manifestou durante toda a sua vida e até o último suspiro.

Gostou?

Veja o Capítlo 1 Completo Aqui e Baixe de Graça se quiser:

Curiosidades sobre a Bíblia – Parte 1

– “BÍBLIA” vem do grego “Biblion” (que significa “livro”). O plural de “biblion” é BÍBLIA (que significa simplesmente “LIVROS).
– O Autor da Bíblia é Deus.
– O Intérprete da Bíblia é o Espírito Santo.
– O assunto central da Bíblia é Jesus Cristo.
– A Bíblia é o livro mais editado e vendido do mundo.
– A Bíblia é o livro mais lido do mundo.
– Número Total de livros da Bíblia: 66 livros.
– 39 no Antigo Testamento, 27 no Novo Testamento.
– 66, 39 e 27 são todos múltiplos de 3, o número da perfeição.
– Os 39 livros que compõem o Antigo Testamento (sem a inclusão dos apócrifos) estavam compilados desde cerca de 400 a.C., sendo aceitos pelo cânon Judaico, e também pelos Protestantes, Católicos Ortodoxos, Igreja Católica Russa, e parte da Igreja Católica tradicional.

– O Velho Testamento é cerca de três vezes e meia maior do que o Novo Testamento

Gostou comente, em breve mais curiosidades.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

A Graça de Deus

Graça de Deus, Maravilhosa Graça, A Graça, Graça, Reino e SacerdoteNeste video o irmão Ed René Kivitz faz uma reflexão muito interessante sobre a graça de Deus. O vídeo mexeu muito comigo pois confirmou algo que eu já acreditava. Ed René conseguiu resumir isso em 6 minutos e pouco. Ele fala que a religião é um conjunto de crenças e práticas em que nos relacionamos com um ser superior, com esse ser desenvolvemos uma relação de obrigações e benefícios. Por exemplo: Se fazemos o que Deus quer que façamos ele nos abençoa se não fazemos o que ele quer ele nos amaldiçoa.

Todos os sistemas religiosos funcionam assim.  A mentalidade é: faço algo para um ser superior na expectativa que ele me abençoe. Essa mentalidade gera culpa, medo e estimula a ganância. Uma mentalidade idólatra. O Evangelho de Jesus Cristo é a superação desta mentalidade. A graça de Deus supera esta mentalidade de uma religião que escraviza.

Comenta aí. Vamos conversar.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

Livro – Igreja Orgânica

Livro Igreja Orgânica de Neil Cole.O livro Igreja Ogânica Neil Cole faz uma chamada de volta às raízes da igreja. Ele nos ajuda a refletir sobre a visão muitas vezes distorcida da igreja convencional e sobre alguns estereótipos que a afastam do projeto de Jesus para ela.Conquanto o livro, às vezes, pareça quebrar alguns paradigmas, é impossível não ser impactado com algumas verdades bíblicas que ele resgata, tão esquecidas por muitos cristãos e igrejas de hoje, e pela fecundidade de idéias e figuras tão belamente exploradas e compartilhadas pelo autor, o que faz da leitura de seu livro um refrigério para a mente e o espírito.

“Este livro é profundo, prático e prazeroso de ler. Ele nos propõe idéias novas e nos leva a um lugar onde podemos ver o Reino de Deus se espalhar pelo mundo em nossa geração. Esta obra chegou no momento Certo” John C. Maxwell

Nota do Pedro: Este livro cristão nos faz pensar, e repensar a prática da Igreja que somos. Ele nos mostra parâmetros e moldes que abrem os olhos para a realidade da Igreja dentro de uma nova perspectiva de estrutura mais flexível, dinâmica, menos burocrática. Genial. Um livro que marcou muito minha vida tenho buscado viver essa realidade de igreja como um organismo vivo, essa igreja orgânica que nada mais é do que a própria igreja que foi iniciada por Jesus o Cristo. Recomendo. Nota 4.

Para ver mais dicas de leitura clique aqui.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>