Livro – Quando o Céu Invade a Terra

Livro Quando o Céu Invade A Terra Bill Johnson - Reino e Sacerdote

Este livro desafia todo cristão a caminhar em sinais e maravilhas sobrenaturais como parte natural da vida cotidiana.
É verdadeiramente possível para os seres humanos caminhar no sobrenatural, e Cristo veio para nos mostrar o caminho. É por intermédio da redescoberta de nossa verdadeira identidade nele que podemos começar a mover-nos nas promessas de Deus quando o assunto é milagres.

Partindo de um fundamento bíblico, cuidadosamente elaborado, Quando o céu invade a terra fornece todo o equipamento que precisamos para experimentar o milagre de Deus todos os dias.

Nota do Pedro:

É um livro inspirador, contém muitos testemunhos edificantes que confrontam o estilo de vida teorico/filosófico. Nos chama a prática e demonstra a realidade do sobrenatural fora das quatro paredes dos locais de reunião da igreja.

Bill Johnson relata um pouco de sua história conta sobre a vida dos alunos de sua escola de ministério e como eles não estão conformados com a situação do mundo atual, acreditam que podem mudar as coisas através de um posicionamento de vida baseando em pureza e poder.

Através de um caráter transformado sendo exemplo de honra e amor para a sociedade e poder sobrenatural que vem da parte de Deus por meio do Espírito Santo que transforma situações. Milagres como Jesus fazia são acessíveis a nós hoje.

Bill Johnson declara e conta relatos de pessoas que têm experimentado desse poder em suas vidas e têm desfrutado de mudanças em diversos níveis, seja com curas, milagres de provisão e multiplicação. Muito Legal. Recomendo.Nota 4.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

Anúncios

Unidade: Pilar do Avivamento

unidade, pilar do avivamento. “Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra; a fim de que todos sejam um; e que como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também  sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós somos; eu neles, e tu em mim a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste, como também amaste a mim.”(Jo 17; 20-23)

Não existe nenhuma oração que o Filho tenha feito que o Pai não respondesse. Isso nos dá esperança de alcançar a tão sonhada unidade. Sonhada por muitos, esperada por alguns, buscada por poucos.

Uma das funções deste organismo corporativo chamado igreja é demonstrar o amor de Deus na terra. Uma das condições que vemos nas escrituras, mais especificamente nesse texto acima é que a unidade é um fator decisivo para que o mundo creia que o Pai enviou Jesus. Nessa oração Jesus orou por mim e por você, isso mesmo você que está lendo esse texto, Jesus orou ao Pai por nós e nessa oração ele clama por unidade, mas o que é de fato unidade?

Para entender o que alguma coisa é às vezes é mais fácil vermos primeiro o que não é.

Muitas pessoas juntas em um lugar não configura unidade. Pessoas falando da mesma forma e agindo da mesma forma também não configura unidade ou seja Podemos estar juntos e não sermos um, podemos até falar que somos um e não ser.

Unidade fala muito do nosso coração e a partir desse coração somos atraídos e aproximados naturalmente.

Deus não vê como o homem vê, ele consegue enxergar nossas particularidades e individualidades mais do que qualquer um, porém quando Deus o Pai olha para uma cidade ele vê uma igreja. As divisões e barreiras denominacionais encontram-se em nossos corações. Deus deseja que caminhemos como igreja, unida a ele no espírito e na prática que caminhemos juntos em prol de uma revolução de amor em nossas cidades.

A igreja não está restrita a quatro paredes de um lugar de reunião, mas assim como diz as escrituras ela avança e as portas do inferno não podem prevalecer contra a igreja (Mt16.18). Porta fala de defesa, ou seja, a igreja avança caminha pela cidade espalhando o amor de Cristo e sendo um instrumento para redimir, resgatar pessoas da condição de morto para vida.

Isso nos leva a refletir: Será que estamos vivendo de acordo com a oração de Jesus?  Será que nós não podemos ser a resposta a essa oração?

A unidade é um pilar é uma coluna que sustenta o avivamento. Muito se fala de avivamento, porém muito do que vemos é barulho e propaganda com pouca ou quase nenhuma transformação efetiva.

Quando penso avivamento penso em pessoas juntas por um propósito gerando uma influência efetiva nas condições sociais e morais da sociedade. Assim como Samuel meu pastor sempre fala “Não existe avivamento sem arrependimento” e o arrependimento (mudança de mente que se reflete em uma mudança de atitude) é o fator chave tanto para unidade quanto para vivermos um verdadeiro avivamento. Podemos observar isso inclusive naqueles vídeos da série Transformações do George Otis Jr. Alguns exemplos como o que aconteceu na Colômbia no Quênia na Califórnia.

A partir disso passamos para uma parte mais prática. Como podemos então viver um verdadeiro avivamento e caminharmos em unidade como de fato uma igreja na cidade?

1-    Através de mobilizações de oração e adoração onde poderemos nos congregar como igreja na cidade e buscar ouvir Deus como corpo.

2-    Apoiando iniciativas do conselho de pastores da nossa cidade.

3-    Pastores e representantes da igreja sentarem juntos para discutir ações que dizem respeito às necessidades da cidade e assim verificar quais áreas necessitam de assistência social.

4-    Sermos comprometidos individualmente com a prática da leitura da bíblia, orações e obras de justiça social, atitudes de solidariedade.

5-    Proclamar o amor de Deus e o arrependimento com nosso exemplo de vida e não simplesmente com um discurso bonito

6-    Entender que não é por nossa força que vamos alcançar a unidade e o avivamento mas que esse é um desejo de Deus e nós precisamos simplesmente estar na posição correta.

Espero que esses pontos sirvam para nortear nossa busca pela unidade e avivamento e que não percamos a esperança de que Deus é o mais interessado em nos transformar do que nós mesmos. É desejo de ele ver homens e mulheres rendidos aos seus pés e acolhidos pelo seu amor. Deus deseja o melhor para todos nós e sem dúvida o melhor e viver uma vida eterna em Cristo essa é nossa esperança.

“Se nossa esperança se limita a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens.” 1 Co15.19 “…Cristo em vocês a esperança da Glória.”  Cl 1.27

Se gostou compartilhe. Comente sua opinião é importante. Vamos conversar..

 No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>

How He Loves Us Testemunho de John Mark Mcmillan

Testemunho emocionante de John Mark Mcmillan sobre como Deus o inspirou a compor a musica How He Loves Us que tem impactado todo o mundo.

No amor de Jesus,

Pedro Quintanilha ><>