Revitalizando sua igreja para impactar sua cidade

Para que possamos ver uma cidade alcançada é preciso um processo de revitalização da igreja. O que vemos em todo mundo são igrejas que ficam estagnadas.

A pergunta obvia para nós é:

Como fazer as igrejas saírem da estagnação e começarem a se mover novamente?

Com uma mentalidade centrada em Deus queremos aprender com a experiência de outras pessoas para observar como Deus tem operado em outras igrejas e aplicar em nossas igrejas.

Existem 3 coisas que descrevem igrejas revitalizadas e isso mostra o que a igreja deve ser

1 – Igrejas devem ser bíblicas

Essas igrejas devem ter as escrituras como autoridade.

Essas igrejas devem estar focadas em uma liderança definida pelas escrituras.

Deve haver ensino e pregação da palavra de Deus (bíblia).

Deve haver a prática das ordenanças batismo e ceia.

Haja um senso de comunidade aliança uns com os outros.

Senso de missão.

2 – Igrejas precisam ser missionais

Procura viver no lugar que ela foi enviada por Deus (João 20,21), Jesus foi enviado e nos envia.

O problema de muitas igrejas é que elas agem como se já tivessem chegado onde deviam chegar.

Temos de entender como as pessoas falam e pensam e levar o evangelho na linguagem dela isso significa fazer parte da cultura. Mas não temos de nos separar da cultura? Sim por causa dos nossos padrões de santidade vivemos de forma diferente do mundo, mas nós somos chamados para estar no mundo embora não sejamos do mundo.

Viver como cristãos missionais é viver na cultura e nesse processo proclamamos as boas novas. Somos chamados para ser a presença de Cristo para essas pessoas.

A igreja missional vai contextualizar para a comunidade o que significa viver a palavra de Deus.

Quando a Igreja não se preocupa com a cultura a sua volta ela passa a viver como uma subcultura isolada em si mesma e ela faz com que as pessoas que estão à volta passem a experimentar barreiras para ouvir e experimentar o evangelho.

Parte do papel da igreja missional é retirar as pedras de tropeço que são desnecessárias.

Aspectos da igreja missional:

  • Encarnacionais (Representam Jesus em sua comunidade)
  • Autoctonos (Produz onde estão enraizadas)
  • Intencionais (Procura viver como agentes da missão de Deus)

3 – Igrejas precisam ser espirituais

Barreiras para o crescimento espirituais:

Lideres que vivem para eles não para Deus, se posicionam como aqueles que precisa receber.

Pecados impedem o crescimento, isso faz com que Deus discipline a igreja.

Importante lembrar que nem sempre o crescimento numérico é prova da benção de Deus.

A falta de fé de confiança em Deus faz com que algumas igrejas não cresçam, achar que não precisam de nada.

Outra coisa que impede o crescimento é fazer a igreja acontecer sem ser igreja.

Outra questão são falhas em nosso processo de discipulado, pessoas que se tornam cristãs e não crescem na fé.

O último impedimento é o orgulho, nós não sabemos tudo, temos de estar abertos a aprender com outros.

Nós não temos que tornar o evangelho relevante, ele já é nós é que muitas vezes não somos e a maneira que comunicamos o evangelho que deve ser relevante.

Nem todas as igrejas que precisam de revitalização estão em total decadência, algumas precisam voltar o foco, outras precisam recarregar as baterias, outras precisam de reestruturação, as que estão em piores situações as vezes precisam ser reiniciadas.

A forma que tratamos a revitalização depende do nível dos problemas.

Ninguém gosta de mudança, porque a mudança dói. As pessoas vão querer mudar quando a dor da mudança for menor do que a dor de como está. Temos de fazer a pergunta : Qual é o tipo de mudança que precisamos?

Algumas coisas que podem nos distrair dessas mudanças que precisamos:

– Às vezes a igreja passa a ser institucionalizada, se preocupa mais com sua organização do que com a missão.

– Às vezes a igreja funciona como uma associação de voluntários um clube, como um Rotari ou Lyons da cidade.

– Às vezes a igreja não é intencional não age não tem planos estratégias.

– Às vezes a igreja quer se manter pequena, não quer crescer mais.

– Às vezes a igreja acha que não pode competir com as demais (as igrejas grandes tem boas músicas bons programas) Eles precisam se focar no crescimento que Deus quer dar.

– Uma igreja descente e em ordem, tudo tem que sair certinho.

– Às vezes a igreja pode ser muito diferente da comunidade então tenta forçar uma situação pela força do próprio braço sem conseguir resultados, justamente por ser muito “diferente” de quem eles tentam alcançar.

– Às vezes a igreja tem a ilusão de que o tempo parou, ela passa a viver no passado, mas Deus nos chama a viver em missão hoje.

– Às vezes a igreja que está voltada para como tudo está aparentando, em muita ordem, o prédio ao invés de ser a ferramenta passa a ser o alvo.

– Aquela atitude que diz ou faça do meu jeito ou caia fora.

– Aquela igreja “capelania” o pastor existe para satisfazer as necessidades da igreja, só isso.

– A igreja empresa, muitas igrejas locais se perguntam o que a minha denominação quer que eu faça e às vezes estão muito mais preocupadas com o que a sede deseja do que com a sua missão local, o objetivo de uma denominação não pode ser que aja uma uniformidade em suas congregações. A forma como ministramos em muitas maneiras é determinada pelo onde, como e quem da cultura.

– O perigo da igreja que não quer correr riscos, para vermos a igreja revitalizada você vai ter que correr riscos.

O cenário da igreja revitalizada:

Precisamos lembrar que Deus é quem realiza a sua obra e ele usa pessoas para realizar (Salmo 127,1). O Senhor direciona homens para construir, ele reconhece Deus como diretor, orientador e agimos sob sua direção.

– As pessoas da igreja precisam estar engajadas na revitalização, os pastores e lideres não podem fazer isso sozinho, precisamos ajudar as pessoas tomarem a decisão em conjunto.

– Tomar uma decisão a respeito de um plano de ação, para alcançar pessoas, para plantar novas igrejas, para estar em missão porque o planejamento está presente em toda bíblia.

– É preciso ter uma liderança proativa.

O que pessoas fizeram quando lideraram processos de revitalização:

– Os lideres da revitalização são os que tomam a iniciativa da mudança, conduzir a igreja com uma insatisfação santa.

– Desafiar as desculpas, questionar as desculpas e orar regularmente o conteúdo de (Mateus 9 37,38).

– Precisamos comtemplar a seara, ver que a colheita está pronta.

– Para alcançar a comunidade nós mesmos precisamos ser exemplo de evangelismo apaixonado. Existem os evangelistas que Deus deu a igreja mas o evangelismo é um dever de cada cristão.

– A necessidade de compartilhar o ministério, quando partilhamos o ministério todos são responsáveis.

– Tomar decisões de como gasta seu tempo, quando o pastor faz no lugar das pessoas aquilo que Deus chamou as pessoas pra fazer todos perdem e a missão de Deus é “impedida”.

– Distribuir tarefas para igreja, pois quanto mais pessoas estiverem engajadas no ministério mais forte será a igreja.

– Aprender a usar o tempo de forma intencional, Deus nos chama para serem mordomos / administradores fiéis daquilo que nos confiou.

– Aprender a gastar mais tempo com assuntos relacionados a pessoas. Existem dois grupos que os pastores devem gastar mais tempo 1º os lideres, 2º os perdidos.

– Aprender a comunicar uma visão que seja clara e convidativa.

– Lideres da revitalização se multiplicam (2 Timóteo 2).

Existe muito mais que nós precisamos considerar como pregação clara da palavra de Deus, a formação de discípulos…

Que a sua igreja possa experimentar esta revitalização.

Obs: anotações da primeira palestra de Ed Stetzer  na conferência Atos 29.

Pedro Quintanilha ><>

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s