Princípios a Serem Resgatados (Propósito Eterno)

 proposito-eterno

“ Para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus,  Segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor,  No qual temos ousadia e acesso com confiança, pela nossa fé nele.” Ef 3.10-12 (Grifo do autor)

 

Podemos conceituar o propósito eterno de Deus como sendo: Uma família de muitos filhos semelhantes a Jesus para Glória de Deus.

 

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” Rm 8.28,29

 

Este propósito eterno é o que Deus idealizou para a Igreja devemos resgatar este princípio, pois hoje observamos muitas organizações eclesiásticas com muitas pessoas, mas sem expressão da vida de Cristo. Quando começarmos a seguir o que o Senhor nos falou a cerca do seu Propósito Eterno conseguiremos entender que a quantidade vem mediante a unidade e a unidade vem mediante a qualidade, ou seja, primeiro temos que nos submeter a Deus e ser moldados segundo o caráter de Cristo tendo o compromisso com a santidade, assim a conseqüência disso será a unidade gerada pelo Senhor e com esta unidade a quantidade é mais uma conseqüência.

 

Isso mostra que temos muitas vezes, começado pelo lado errado queremos quantidade primeiro porque a quantidade causa impacto no mundo natural, porém no Reino de Deus a quantidade é somente uma conseqüência de uma vida saudável.

Precisamos obedecer à ordem em que o Senhor nos manda realizar as coisas, pois Ele sabe qual é o jeito e o modo certo delas serem realizadas. Nós nos achamos muito espertos achando que podemos mudar o que Deus manda segundo o que nós achamos que é bom (aparentemente).

A verdade irmãos é que nós não sabemos de nada!

 

Mas Deus, pela sua misericórdia e graça nos revela sua vontade através do seu Espírito e de sua palavra escrita. Gostaria de lembrar que a nossa parte para que o eterno propósito de Deus venha a ser concretizado é que devemos ser semelhantes a Jesus, isso implica em morrer para nossas vontades e desejos, viver a vida que ele designou para nós, temos de SER discípulos e FORMAR discípulos de Jesus, caminhar como ele caminhou e ser exemplo para o mundo fazendo a diferença por ser igual a Cristo.

 

Que possamos cooperar com Deus para que o seu propósito de sermos uma família de muitos filhos semelhantes a Cristo se cumpra na Terra, não podemos mais cooperar com a divisão no corpo. Não podemos mais continuar criando reinos próprios e levantar bandeiras denominacionais, devemos deixar de ser crianças espirituais para alcançarmos a maturidade em Cristo Jesus o Justo. 

Pedro H. M. Quintanilha ><>

Princípios a Serem Resgatados (Introdução)

principios20globo

Esta série de pequenos estudos que estarei postando aqui é algo que o Senhor tem colocado em meu coração desde o ano passado para que pudesse compartilhar com os irmãos. Alguns talvez já leram algumas das coisas que estão escritas aqui porem sinto uma carga de Deus de trazer estes ensinos de uma forma mais equilibrada, mais madura, algo mais substancial e prático então vamos lá RESTAURADORES e TRANSFORMADORES.

Podemos perceber nos dias em que estamos vivendo o materialismo desenfreado tem tomado conta da igreja, o conceito hedonista e relativista do mundo tem se mesclado ao evangelho. Vemos que os sermões enfatizam vitórias financeiras, realização de sonhos pessoais, bênçãos, bênçãos e mais bênçãos, o “TER” tem imperado sobre o “SER”.

Temos buscado posição e reconhecimento humano, títulos têm vindo à frente de nossos nomes e as posições eclesiásticas, baseada em uma hierarquia piramidal morta, são colocadas na frente do caráter e da vida real da Igreja.

Os padrões bíblicos estão perdidos no meio do povo que vive uma contradição. Pregamos o amor e não amamos, pregamos a fé e não cremos, pregamos a morte do eu, mas temos vivido segundo nossos padrões.

 

“Pois, como já lhes disse repetidas vezes, e agora repito com lágrimas, há muitos que vivem como inimigos da cruz de Cristo. O destino deles é a perdição, o seu deus é o seu ventre* e eles têm orgulho do que é vergonhoso; só pensam nas coisas terrenas.” (NVI)ventre(RA) Fp 3.18,19

 

Nosso Senhor Jesus o Cristo quando estava em carne entre nós, manifestou o Reino de Deus e apregoou as boas novas do evangelho do Reino, deu para sua Igreja através do direcionamento do Espírito Santo a incumbência de cumprir com o propósito eterno de nosso Deus e Pai.

Com o passar do tempo nós, a Igreja, deixamos com que coisas fundamentais a nossa vida de Igreja viessem a se perder ao longo da história, mas Deus sempre trás suas verdades de volta. Desejo que estes princípios sejam resgatados para que possamos praticá-los em nossas vidas.

Pedro Quintanilha ><>

Restauração de todas as coisas

“Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos de refrigério pela presença do Senhor.E envie ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado. Convém que o céu o contenha até os tempos da restauração de todas as coisas,dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas,desde o princípio.” Atos 3.19-21

 

Restauração: é o processo de corrigir uma condição através de uma mudança. 

 

Tudo começou com um plano maligno para parar a Igreja, a Igreja neotestamentária  vivia uma vida de amor e devoção que espantava a todos isso começou a incomodar o Império romano, nossos amados irmãos passam a ser perseguidos,por representarem uma ameaça ao Estado,porém as perseguições só serviram para consolidar ainda mais o cristianismo isso trazia mais revolta aos corações dos perseguidores. Então depois de 300 anos de história de martírios e perseguições, satanás muda sua estratégia de ataque contra a igreja e entra na lógica do “se não pode com eles junte-se a eles” nunca um ditado foi tão verdadeiro. Através do Imperador Constantino a Igreja se torna agora uma RELIGIÃO e o pior de tudo estatal, a igreja se funde ao estado e o sincretismo entra e faz morada. A partir deste momento começamos a descer uma escada onde princípios valores mandamentos e verdades passam a ser quebrados, abusados e perdidos (não necessariamente nesta ordem) chegamos ao que a história chama de Idade das Trevas.

 

Mas Deus, já tinha tudo planejado e quando tudo parecia perdido começa a restauração da Igreja, o “Apóstolo” Matinho Lutero dá o ponta pé inicial em algo que nem mesmo ele sabia onde ia parar, movido por uma revelação o Espírito Santo começa o processo de restauração de verdades perdidas. Segue abaixo um quadro do livro Apóstolos e Profetas do Dr. Bill Hamon com as verdades restauradas pelo Espírito Santo ao longo dos anos:     

 

Ano

Movimento

Verdade Restaurada

1517

Protestante

Salvação pela graça, através da fé(Ef 2.8-9)

1600

Evangélico

Batismo por imersão; separação de Igreja Estado

1700

Santidade

Santificação.A Igreja e o mundo

1800

Cura pela Fé

Cura divina

1900

Pentecostal

Batismo em outras línguas; dom do Espírito Santo

1950

Chuva Serôdia

Presbitério profético; adoração e louvor

1950

Evangelismo e Libertação

Ministério do Evangeslista restaurado;Evangelismo de massa e libertação

1960

Carismático

Renovação de todas as verdades restauradas;Liderança Pastoral, os Pastores são restaurados a liderança.

1970

Mensagem de fé prosperidade, atitudes e vida vitoriosa Ministério de Mestre é restabelecido como parte do Ministério quintuplo.

1980

Profético

Profético, dons ativados, adoração de guerra, profetas para nações. Ministério de Profeta foi restaurado e uma companhia de profetas surgiu

1990

Apostólico

Miraculosos sinais e maravilhas, ministério apostólico, unidade, grande colheita de almas, Ministério do Apóstolo sendo restaurado para trazer ordem e estrutura divinas, finalizando a restauração dos cinco ministros.

Isso nos trás esperança e precisa nos levar a uma nova mentalidade. Vemos que o Espírito santo continua restaurando a sua Igreja e nós enquanto Igreja precisamos entrar neste mover e acompanhar está restauração, pois só assim poderemos efetivamente cumprir com a Grande Comissão, isso implica em mudança de mente e de atitudes, devemos ser mais responsáveis quanto a oração e ao ensino e estar abertos ao novo de Deus, tendo o discernimento do Espírito Santo e a firmeza na palavra escrita de Deus, que é a bíblia.  

 

Estamos em um tempo de restauração e transformação e o Senhor nos pergunta onde estão os RESTAURADORES e TRANSFORMADORES deste tempo?

 

“Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mi.” Isaías 6.8     

 

Eu desejo responder ao Senhor como o profeta Isaías respondeu. E você?

Pedro Quintanilha ><>

A divisão está no coração

 coracao_partido

“Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra; a fim de que todos sejam um; e que como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também  sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós somos; eu neles, e tu em mim a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste, como também amaste a mim.”(Jo 17; 20-23)

 

Temos falado muito neste tempo acerca da unidade da igreja, sobre relacionamentos fortes que fazem à diferença, mas uma coisa tem me incomodado e tenho sentido do Senhor de compartilhar com os irmãos, através deste artigo algo que creio ser de edificação para nós, a igreja do Senhor Jesus nesta terra.

 

Quando fui confrontado pela a palavra do Reino em minha vida, comecei a criticar e ver com maus olhos o sistema denominacional. Creio que de certa forma isso foi algo natural pois quando recebemos uma palavra nova tendemos a recusar o que vivíamos anteriormente, mas como toda história tem seus dois lados, eu fui ver como que o lado adenominacional agia e notei uma semelhança muito grande com o modo de agir das denominações, mesmo com discurso sendo outro.

 

Congrego na Metodista Central em Cabo Frio, por crer na visão da Igreja local, da igreja que se reúne em Cabo Frio, comecei a buscar estar com outros irmãos, de outras denominações e com os adenominacionas chamados de igreja da cidade que possuem um discurso anti-denominacional. Um terceiro grupo que tem me abençoado muito e me ajudou a enxergar que existe um equilíbrio entre estas duas vertentes foi o Projeto Ide, pois são irmãos que a meu ver tem buscado este equilíbrio.

 

Onde é que você quer chegar com isso? Você me pergunta.

 

Quero chegar à raiz do problema da divisão, que está muito longe das denominações. A criação de denominações é somente a conseqüência do verdadeiro problema.

 

O denominacionalismo não está em prédios, placas, cartório ou em outro lugar, na verdade a divisão está no coração de cada um de nós, como já citei acima muitos de nós possuem discursos belos, fabulosos e cheio de conteúdo “espiritual” a cerca da união, mas de que adianta termos discursos belos, nos chamarmos de igreja da cidade e agirmos de forma divisiva com os outros irmãos, achando que onde nós congregamos é o único lugar certo, que nossa liderança é perfeita e que os que não caminham da mesma forma que nós estão fora da visão ou ainda não encontraram a verdade. Cristo é a verdade, aqueles que encontraram o Senhor Jesus Cristo encontraram a verdade independente de vertentes doutrinárias.

 

“Porque , assim como num só corpo temos muitos membros, mas nem todos os membros têm a mesma função, assim também nós, conquanto muitos somos um só corpo em Cristo e membros uns dos outros” (Rm 12.4,5)  

 

Como podemos dizer que cooperamos com a unidade da Igreja da cidade se muitas vezes falamos mal dos irmãos que estão nas denominações?

Como iremos marcar o mundo com o amor, se entre nós existe divisão?

Que amor é este que busca seus próprios interesses?

 

A divisão está DENTRO dos nossos CORAÇÕES!!!

 

Temos que dar uma basta nisso, pararmos de agir de forma divisiva.

 

“Porque assim como o corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, constituem um só corpo, assim também com respeito a Cristo. Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo,quer judeus, quer gregos,quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado a beber de um só Espírito.” (1 Co. 12; 12,13)

 

 

Para mudarmos este quadro temos que:

 

Primeiro, reconhecer que Jesus Cristo é o Senhor da igreja, temos que nos submeter ao controle dele e deixarmos que ele nos guie através do seu Espírito e de sua Palavra.

 

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao pai senão por mim”(Jo 14;6)

 

Segundo, nos arrepender do nosso mau proceder, mudar o caminho, parar de falar mal dos irmãos sendo eles denominacionais ou adenominacionais. Arrependimento significa mudança de mente. Temos que mudar nossa mentalidade divisiva e deixar que o Senhor ganhe nosso coração moldando nossa mente segundo a Sua mente.

 

“E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente…”(Rm 12;2)

 

Terceiro, buscar um caminho de santidade, pois a santidade é ser um com o espírito de Jesus, se formos santos, estaremos cooperando com a unidade, esta é uma conseqüência da vida em santidade.

 

“Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto na carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus.” (2 Co 7; 1)

 

Creio que existem três formas de união, elas são a uniões do corpo da alma e do espírito, pois cremos em nossa existência tricotômica. Nós podemos promover a união do corpo (físico) estando juntos e nos relacionado, e também a da alma quando escolhemos ser um com nossa esposa, mas só o Senhor Jesus pode promover a união espiritual, que é a mais importante dentre as três formas de união existentes.

 

Espero que venhamos a praticar o que temos aprendido do Senhor, que venhamos a cooperar com a unidade do corpo de Cristo em nossas cidades, que sejamos um assim como o Senhor Jesus é um com o Pai.

Pedro Quintanilha ><>

Olá!!!

Sou Pedro Henrique M. Quintanilha e neste blog desejo postar reflexões que venham edificar a todos, vejo que a internet é um meio de comunicação que vem tomando proporções inimagináveis e desejo aproveitar disso para expor meus pensamentos e ideais à todos aqueles que desejarem ler e refletir, creio em um evangelho que transforma o modo de pensar e de agir da sociedade, como Cristãos temos que ter uma base firme fundamentados na verdade que é o Senhor Jesus Cristo, aquele que vive e reina para todo o sempre. Que possamos crer e viver o…

“evangelho todo, para o homem todo, para todos os homens”

Que este blog seja um lugar de reflexão e edificação para todos!!!

paz,

><>